Cristiana Lôbo morre aos 64 anos Jornalista e colunista de política

Lutava oposto um câncer e estava internada em São Paulo para curar uma pneumonia foi Comentarista da GloboNews e colunista do g1.

Cristiana Lôbo morreu nesta quinta-feira (11), em consequência de um mieloma múltiplo, do qual se tratava havia alguns anos. Deixa esposo, Murilo, dois filhos, Gustavo e Bárbara, e dois netos, Antônio e Miguel. Jornalismo por mais de 30 anos. Iniciou a carreira cobrindo a política do estado de Goiás.

A inauguração na televisão foi na GloboNews, em março de 1997. Passou a ser comentaristas do gazeta das Dez – analisando fatos da política e os bastidores do poder. E marcou sua influência nos telejornais da casa.

 

O diretor-geral de Jornalismo da TV Globo, Ali Kamel, fez uma observação em que lembrou a parceria especialista com Cristiana Lôbo. ” Pude continuamente verificar nela um ser humano doce, amável, colega das pessoas.”

Momentos mais intensos citados por ela foi a cobertura da campanha Diretas Já, em 1984, que pedia a reabertura democrática no país, após duas décadas de ditadura militar.

Cristiana Lôbo igualmente integrou as “Meninas do Jô”, quadro do programa de Jô Soares na TV Globo que reúnia jornalistas para tratar a política no país.

Entre os jornalistas que cobrem e cobriram a política na Praça dos Três Poderes nas últimas décadas, Cristiana Lôbo é vista conforme uma referência. Os colegas são unânimes em expressar que Cristiana era uma espécie de decana no dia a dia do jornalismo político no Congresso, Palácio do Planalto, tribunais superiores e ministérios.

Informação; do G1

Cristiana Lôbo durante a apresentação de seu programa Fatos e Versões, na GloboNews — Foto: GloboNews