Estudante universitária que caiu da bicicleta após assédio diz: Eu me senti um lixo

A estudante de Direito Andressa Lustosa disse à TV Record que se sentiu um objeto ao ser tocada por um homem enquanto pedalava em Palmas, interior do Paraná, no último domingo (26). Ela perdeu o equilíbrio, caiu e ficou machucada, mas poderia até ter sido atropelada.

Fiquei chocado e senti, como qualquer outra mulher que passou por tal situação, a partir de um objeto. Eu me senti uma merda, vamos encarar. Uma situação muito incômoda e degradante. É nojento, ela disse.

Ela já havia falado nas redes sociais: Nós, mulheres não temos um minuto de descanso. Saio de casa para andar de bicicleta e volto magoado de uma atitude tão covarde.

As fotos postadas mostram o momento em que Andressa passa de bicicleta e um motorista estende a mão e toca em suas nádegas. Naquele momento ela perde o equilíbrio e cai. Algumas testemunhas da ação ajudaram Andressa a se levantar.

O motorista e o passageiro do veículo que molestou o universitário são acusados ​​de assédio e agressão, segundo o delegado investigador Felipe Souza.

O vídeo que mostrava o assédio foi compartilhado pela jovem nas redes sociais e se tornou viral. Em entrevista coletiva nesta terça (28), a polícia informou que o companheiro que tocou no corpo de Andressa foi preso e o motorista já foi identificado. O motorista foi quem jogou o carro contra a vítima e o caroneiro quem apertou a mão de Andressa, disse o delegado

Se condenado, a pena pode variar entre dois e dez anos, já que a pena para o assédio sexual é de um a cinco anos, mesma faixa para lesões corporais em caso de perigo mortal.

O policial também anunciou que, na época, havia quatro pessoas no carro, uma delas era adolescente. Um dos adolescentes no banco de trás disse ser contra a contratação e relatou que todos os integrantes do carro estavam bêbados.

Outras mulheres relataram situações semelhantes. O problema está arraigado, outras mulheres sofrem com isso. O assédio não é uma piada, é um crime, lembra Andressa.

informacão R7