Mulher dá à luz aos 72 anos de idade e se torna a mãe mais velha do mundo

Mulher-dá-à-luz-aos-72

Uma mulher na Índia poderia entrar no livro dos recordes como uma das mais velhas a dar à luz.

Daljinder Kaur, que se acredita ter pelo menos 70 anos de idade, deu à luz um filho chamado Arman (que significa “desejo” em hindi) em 19 de abril. O bebê foi o primeiro de Kaur e seu marido de 79 anos, Mohinder Singh Gill, após quase cinco décadas de casamento.

“Eu me sinto abençoada por poder segurar meu próprio bebê. Eu perdi a esperança de me tornar mãe”, disse Kaur, que passou por dois anos de tratamento de fertilização in vitro e teve duas tentativas fracassadas antes.


“Todos me pediram para adotar um bebê, mas eu nunca quis. Eu tinha fé no Todo-Poderoso e sabia que um dia terei meu filho”, citou Kaur no The Times of India.

O bebê, Arman, está saudável, segundo relatos.

Daljinder Kaur diz que tem 70 anos. Mas a clínica no estado indiano de Haryana, National Fertility and Test Tube Baby Center, que ajudou Kaur a engravidar, calculou sua idade em 72. Muitas pessoas na Índia, especialmente aquelas agora com mais de 50 anos, não sabem sua idade exata porque não tem certidão de nascimento.

Em 2006, outra índia, Rajo Devi, deu à luz uma filha aos 70 anos, após tratamento na mesma clínica. Se Kaur tiver 72 anos, como afirma a clínica, ela será a mulher mais velha do mundo a dar à luz.

“A mulher veio até mim sozinha pela primeira vez em 2013, depois de ler sobre nós em um jornal”, o Hindustan Times citou o Dr. Anurag Bishnoi, embriologista e proprietário da clínica de fertilidade. “Começamos os trabalhos em dois meses em 2013 mas a primeira tentativa falhou, o que é normal. Depois de seis meses, outra tentativa foi feita e também não deu certo. Por fim, a terceira tentativa foi bem-sucedida”, disse.

70 é muito velho?

Alguns médicos e especialistas em fertilidade expressaram preocupação com a ética de permitir o tratamento de fertilização in vitro em mulheres com a idade de Kaur.

A Dra. Ruth M. Farrell, bioética do departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Cleveland Clinic, disse que embora não haja dados clínicos formais mostrando os riscos associados a uma mulher dando à luz na casa dos 70 anos, essa idade avançada pode apresentar problemas.

“Os dados mostram que à medida que aumenta a idade materna, aumenta também o risco de complicações de saúde para a mulher grávida”, disse Farrell à CBS News. “Complicações associadas à pressão arterial, açúcar no sangue, outras coisas que podem afetar a saúde da mãe.”

A saúde do bebê também pode estar em risco. O risco de pré-eclâmpsia, uma condição caracterizada por hipertensão e sinais de danos a outros órgãos, como os rins, aumenta com a idade e pode levar ao nascimento prematuro.

“Como médicos, realmente precisamos pensar na saúde do paciente em primeiro lugar e, como médicos da saúde da mulher, também precisamos pensar na saúde e no bem-estar de qualquer bebê que nasça”, disse Farrell. “E então temos que pensar sobre os riscos e benefícios potenciais para ambas as partes.”

Daljinder Kaur

+Apresentador Aos 61 anos de idade, Adolfo Campos Filho

Além disso, fica a questão de quem cuidaria do filho se pais idosos adoecessem ou não vivessem para vê-lo crescer.

Mas o marido de Kaur, de 46 anos, parece não se incomodar com a idade deles. “As pessoas dizem o que vai acontecer com a criança quando morrermos. Mas eu tenho plena fé em Deus. Deus é onipotente e onipresente, ele vai cuidar de tudo”, disse ele à agência de notícias AFP.

Alguns críticos temem que a história do casal crie expectativas irreais para outros pais que desejam ter filhos mais tarde. Mas Farrell disse que embora possa atrair o interesse de pais mais velhos que desejam engravidar por meio de fertilização in vitro, ela espera que a maioria não siga em frente com esses planos depois de ser informada sobre os riscos.

Nos EUA, o CDC relata que cerca de 600 mulheres por ano dão à luz na casa dos 50 anos , e na Alemanha, no ano passado, uma avó de 65 anos deu à luz quadrigêmeos. Mas os especialistas dizem que as chances de que o tratamento de fertilização in vitro seja bem-sucedido diminuem drasticamente quando a mulher chega aos 40 anos.

Daljinder Kaur e seu marido, Mohinder Singh Gill, posam para uma foto com seu filho recém-nascido Arman em sua casa em Amritsar, Índia, em 11 de maio de 2016. Kaur tinha mais de 70 anos quando deu à luz em abril, após dois anos de fertilização in vitro tratamento em uma clínica de fertilidade.

Via: paisefilhos.uol.com.br