A revolta pelo assassinato de João Alberto, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, se espalhou pelo país Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Urgente Manifestação ivadem Supermercado Carrefour em São Paulo

Reação: Morte de homem negro agredido em supermercado de Porto Alegre provoca revolta nas redes

SÃO PAULO -Conforme noticia do oglobo a Marcha da Consciência Negra deste ano, na capital paulista, foi puxada através consciência de revolta após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, espancado até a morte numa filial da rede de supermercados Carrefour em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira. Gravado em um vídeo que circulou pelas redes sociais, o delito motivou protestos em completo país. No bairro dos Jardins, em São Paulo, um ato acabou em depredação de uma loja do Carrefour.

Mourão: Vice-presidente diz que não existe racismo no Brasil

Morre ator Jonas Mello que fez as novelas “Salve Jorge”, “O Astro” e “Flor do Caribe”

Após abertura pacífica, alguns manifestantes começaram a arrojar objetos e a demolir vidraças da frente da loja na Rua Pamplona, uma das áreas mais nobres da capital. Em seguida, invadiram o lugar, quebraram produtos e chegaram a incendiar fogo no interno do supermercado.

Carros no estacionamento igualmente foram depredados. Clientes que realizavam compras no acontecimento da contestação tiveram de se refugiar no fundo do estabelecimento.

idraça do supermercado foi alvejada Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo
idraça do supermercado foi alvejada Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo

Agressão: ‘Ele pediu ajuda’, conta esposa de homem negro espancado até a óbito em Porto Alegre.

Jovem musa do rodeio morre de doença rara no fígado

Depois da súplica dos organizadores para os manifestantes interromperem a depredação do supermercado, a manifestação foi encerrada. A tropa de Choque chegou posto que a multidão dispersava.

A revolta pelo assassinato de João Alberto, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, se espalhou pelo país Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo
A revolta pelo assassinato de João Alberto, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, se espalhou pelo país Foto: Edilson Dantas / Agência O Globo