REFLEXÃO SOBRE A PANDEMIA MUNDIAL – TEXTOS

Publicidade

A pandemia, o isolamento social, a crise econômica, a depressão e várias outras sequelas dos acontecimentos do ano passado faz com que tenhamos que refletir sobre o modo de vida e o mundo em que vivemos. Se isso acaba acontecendo conosco, imagina com os psicólogos, orientadores sociais, terapeutas e filósofos que sempre estiveram do lado que aconselha, orienta e trabalham com a cura e com a ajuda mental da sociedade.

Pensadores e intelectuais tentam auxiliar com muitas ideias durante todo esse tempo de confinamento e afastamento físico entre as pessoas, seja em livros, ensaios ou em “lives”. Como todos nós, eles se conscientizam do presente e procuram imaginar o futuro do conhecimento tradicional e a vivência em uma sociedade política e confrontadora. Cada um com seu ponto de vista. Cada um com sua gama de conhecimentos.

Aqui vão alguns dos melhores textos que podemos encontrar no mundo virtual, publicados por vários sites e páginas que tentam partilhar boas mensagens de ânimo e conhecimento. 

“ Para aqueles de nós que se sentem muito sozinhos durante o distanciamento social: devemos nos fortalecer, todos podemos nos sentir fortalecidos e energizados pela conexão com pessoas de outros cantos do planeta que neste exato momento passam por situação semelhante. Fico pensando no que se passa na Palestina agora. No que se passa no Curdistão, especialmente no Curdistão sírio…. Estou preocupada com as populações que se encontram sempre sujeitas a diferentes formas de repressão e que são muito mais vulneráveis durante este período de resposta falha ao corona vírus. (…)

Somos obrigados a viver dentro dos limites dos estados-nação. Estes, porém, não funcionam de um modo que melhore a vida. De fato, o estado-nação está se tornando cada vez mais obsoleto. E é o que vemos agora. Então, realmente busco conversas e organizações globais, internacionais, e acho que este tipo de troca deve acontecer mais e mais vezes. Organização digital, sim! E precisamos estar preparados para um novo começo quando finalmente entrarmos em contato uns com os outros pessoalmente. ”

Publicidade
______

Angela Davis

(Trecho de texto da professora e filósofa dos EUA, retirado do livro “Construindo Movimentos – Uma Conversa em Época de Pandemia”, de Angela Davis e Naomi Klein.)

“Considerando que viver é artimanha que se cultiva entre aquilo que se enxerga e aquilo que mora no invisível, seguimos o rastro da flecha que atravessa o tempo: o contrário da vida não é a morte, o contrário da vida é o desencanto. Para os saberes que margeiam essa terra e sopram ar, hálito e palavras de força para afugentar o espectro colonial, vida e morte transbordam os limites de uma compressão meramente fisiológica para se inscrever em outras dimensões.

Assim, cabe falarmos em mortandade e vivacidade, considerando que a primeira é um estado de desencanto da vida, e a segunda é a experiência do ser integral e integrado como a natureza, mesmo que eventualmente tenha morrido.”

Luiz Antonio Simas e Luiz Rufino

(Trecho do livro gratuito “Encantamento – Sobre a Política da Vida”, de Luiz Antonio Simas e Luiz Rufino)

“O vírus não derrotará o capitalismo. A revolução viral não ocorrerá. Nenhum vírus é capaz de fazer a revolução. O vírus nos isola e nos individualiza. Não gera nenhum sentimento forte de coletividade. De alguma forma, cada um se importa apenas com sua própria sobrevivência.

A solidariedade de manter distâncias mútuas não é uma solidariedade que nos permite sonhar com uma sociedade diferente, mais pacífica e justa. Não podemos deixar a revolução nas mãos do vírus. Vamos torcer para que após o vírus venha uma revolução humana.

Publicidade

Somos nós, as pessoas dotadas de razão, que temos que repensar e restringir radicalmente o capitalismo destrutivo, e também nossa mobilidade ilimitada e destrutiva, para nos salvar, salvar o clima e nosso belo planeta. ”

Byung-Chul Han

(Ensaio publicado pelo filósofo sul-coreano em vários jornais, incluindo “El País”